NÃO VOU...


No dia em que me apaixonei, vi o teu sorriso. Realmente, queria-te a ti.

 Vamos, disse-te eu. Partimos juntos e seguros. O futuro será nosso.


O dia em que me apaixonei, havia sol. Hoje há o nevoeiro.

Sinto ceguidão. Ofuscação por trás de mim.

Não atravesso a ponte. Não atravesso o rio. Não vou.

Hoje não vou! Fico. Isolado. Só. Comigo.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

CANTIGA DOS AIS

POEMARMA

CANÇÃO DA MOÇA-FANTASMA DE BELO HORIZONTE