CANTO DA LAMENTAÇÃO NA CIDADE OCUPADA - 3

 
3.

Não fora o grito a faca
de súbito rasgando
a fronteira possível
Não fora o rosto  o riso
a serena postura
de cadáver na praia

Não fora a flor a pétala
recortada em vermelho
o longínquo pregão
o retrato esquecido
o aroma da pólvora
a grade na janela

Não fora o cais a posse
do noturno segredo
a víbora  o polícia
 o tiro  o passaporte
a carta de Paris
a saudade da amante

Não fora o dente agudo
de nenhum crocodilo

Não fora o mar tão perto
Não fora haver traição
 
              Daniel Filipe

Comentários

Mensagens populares deste blogue

CANÇÃO DA MOÇA-FANTASMA DE BELO HORIZONTE

CANTIGA DOS AIS

Aconteceu-me