QUATRO TIROS NO CORAÇÃO

Certas manhãs chegava
esmagado pela luz
longo, frívolo, ofensivo
qualquer gesto aludia
a uma espécie de tremor
a tristeza daqueles que não pertencem
a lugar algum
 
vivia tudo num instante
a solidão, os rancores
as alegrias dos outros
o silêncio do Outono
 
nunca o amor tocara o seu corpo
com a intensidade do medo
tornou-se parte de um rito
nem perto, nem longe
da palavra justa
 
ele só pedia
«não me digam nada»

José Tolentino Mendonça
 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

CANTIGA DOS AIS

CANÇÃO DA MOÇA-FANTASMA DE BELO HORIZONTE

Aconteceu-me