QUATRO TIROS NO CORAÇÃO

Certas manhãs chegava
esmagado pela luz
longo, frívolo, ofensivo
qualquer gesto aludia
a uma espécie de tremor
a tristeza daqueles que não pertencem
a lugar algum
 
vivia tudo num instante
a solidão, os rancores
as alegrias dos outros
o silêncio do Outono
 
nunca o amor tocara o seu corpo
com a intensidade do medo
tornou-se parte de um rito
nem perto, nem longe
da palavra justa
 
ele só pedia
«não me digam nada»

José Tolentino Mendonça
 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

CANÇÃO DA MOÇA-FANTASMA DE BELO HORIZONTE

CANTIGA DOS AIS

Aconteceu-me